Por que olhar para “os futuros” é importante para as empresas e os negócios?

As pessoas sempre tiveram curiosidade sobre o que pode acontecer com o futuro, embora apenas uma pequena parte da população admita que faça isso com uma frequência e com um horizonte maior que 2 anos. Previsões são populares desde os tempos mais remotos, mas ultimamente e principalmente com o advento da pandemia – onde a incerteza, a complexidade da situação e as mudanças rápidas acontecem do dia para a noite – buscar respostas no futuro foi uma maneira de muitas pessoas e empresas se prepararem para o inesperado.

Os modelos de negócios também se transformam rapidamente. Afinal, as tecnologias avançam exponencialmente, como Ray Kurzweil previu. A adoção destas tecnologias emergentes é facilitada pelas novas gerações, nativas digitais, que faz com que as empresas mudem seu pensamento para acompanhar o novo mercado, cada vez mais ansioso por novidades e facilidades.

E então: o que o futuro reserva? Como será a vida em 2040? A humanidade estará melhor, pior ou totalmente mudada a ponto de ninguém reconhecê-la? Quais eventos podem surgir que podem impactar a vida e os negócios? É possível se preparar desde agora?

A resposta para essa última pergunta é sim. Para não repetir os erros do passado é essencial olhar para o futuro no plural, ou seja, é necessário falar sobre FUTUROS. Com uma visão divergente e ampla, as organizações devem pensar futuros colaborativamente, com a máxima gama de olhares possíveis e o mínimo de vieses, administrando as incertezas para tornar-se resiliente em um mundo caótico.

Como estudar futuros?

Futurismo é um conjunto de disciplinas e práticas utilizadas para explorar e vislumbrar futuros, baseados em empirismo e pesquisa científica. Entre as principais disciplinas, podemos destacar:

  • Cool hunting – Disciplina que antecipa tendências a partir do estudo de comportamento sociais.
  • Future Thinking, Future Studies ou Future Research – É o estudo sistemático de futuros possíveis, prováveis e preferíveis. O campo se ampliou para uma exploração de futuros alternativos e se aprofundou para investigar as visões de mundo e mitologias que fundamentam nossas perspectivas coletivas com o design especulativo. Não necessariamente visa tomada de ações no presente, mas colabora com a criação de visões para as organizações.
  • Futures Literacy ou Letramento de Futuros – É a habilidade de compreender o papel do futuro e conseguir se preparar para ele. Essa disciplina ficou muito conhecida durante a pandemia da Covid-19 com o movimento da Unesco para ensinar o pensamento de futuros como parte da educação.
  • Forecasting – Previsão do futuro a curto prazo, técnicas de extrapolação quantitativa, previsões que envolvem futuros alternativos baseados em estimativas, projeções.
  • Foresight Estratégico – Um framework testado e aperfeiçoado por especialistas e organizações que permite pesquisar na prática tendências em vários domínios em busca de sinais que antecedem grandes mudanças. Esse framework é aplicada nos contextos políticos, sociais, econômicos, ambientais e principalmente tecnológico.
    Os resultados desses estudos são traduzidos para criação de diversos cenários futuros, suas implicações estratégicas, e respectivas ações para possibilitar futuros preferidos. O Foresight, diferente das demais disciplinas, visa a ação imediata no presente para buscar futuros desejados.

    Diferente do planejamento estratégico, que utiliza dados do passado para projetar um único caminho para o futuro e segue um plano para que o objetivo seja alcançado, o Foresight Estratégico analisa as possibilidades emergindo do futuro para que ações possam ser tomadas a partir do presente, permitindo que o plano para atingir os objetivos sejam alterados conforme os resultados são obtidos.

Embora ninguém possa prever com certeza o que vai acontecer daqui a uns anos, o Foresight ajuda a explorar o ambiente externo em busca de tendências e problemas. Os insights gerados são usados para criar mapas da paisagem emergente que são úteis para testar a estratégia atual, desenvolver inovações revolucionárias e criar mudanças transformadoras. 

Como é possível aplicá-los nas organizações?

Criando visões de futuros que incrementam a estratégia de inovação das empresas, com um radar de tendências e oportunidades de negócio e, em paralelo, comparando o mapeamento da maturidade tecnológica que será necessária a concretização daquele objetivo dando uma dimensão de quando isso poderia virar uma realidade.

Assim, essas oportunidades podem ser transformadas em hipóteses e testadas como práticas já conhecidas como Inception, Design Thinking e Discoveries e, se muito distantes da realidade, podem ser projetadas com a criação de artefatos do futuro.

Um exemplo de artefato de futuro é o Mindwriter, objeto que você está vendo na imagem abaixo, é um artefato do futuro criado durante uma pesquisa de futuros pelo IFTF (Institute for The Future) com o objetivo de ilustrar o que seria o objeto utilizado para fazer a gravação de pensamentos para capturar suas ideias em tempo real e até mesmo se conectar com amigos em redes sociais. A tecnologia não existe e o seu desenvolvimento está em fase de estudo, mas já é possível colher percepções sobre sentimentos e utilização dos usuários.

Dentro deste mesmo contexto, o IFTF  criou cenários de futuro para uma rede social chamada de FeelThat Network. O resultado desse trabalho você pode conferir aqui.

Essa prática permite a identificação de novos negócios, públicos e mercados, além de aumentar a chance de sucesso a longo prazo e promover o pioneirismo na disrupção. É possível perceber que o Foresight está atrelado a projetos em desenvolvimento e precisa se um tempo para ganhar maturidade de pesquisa que sustente novas ações, então não pode ser visto como mais uma etapa de desenvolvimento de produtos, mas como parte da estratégia da empresa com horizontes mais distantes.

Na GFT, o CI&E, área de inovações, utiliza constantemente a prática para capturar sinais de mudanças em vários segmentos de negócio, estando um passo à frente para sugerir e aplicar o framework junto aos clientes, e a antecipar oportunidades para seus negócios.

Referências

https://www.futuresplatform.com/blog/what-strategic-foresight
https://www.iftf.org/home
https://www.unesco.org/en
https://www.kurzweilai.net/

 

Jornada AIOps
06/09/2022
Restful API
04/10/2021
Código Limpo
13/07/2021

Post a Comment

* indicates required

O tratamento de dados é feito pela GFT Technologies SE. O comentário ficará visível para todos os usuários e os dados relacionados a ele serão processados com base no seu consentimento expresso ao deixar o comentário. Você tem o direito de retirar seu consentimento a qualquer momento. Para mais informações, veja nossa Política de Privacidade.

Comment Area