O Quanto as Empresas de Fato Avançaram na Acessibilidade?

Imagine um mundo onde todos possam ser a melhor versão de si próprios. Para muitas pessoas isto é mais fácil, pois só dependem da sua vontade. Agora, quando se tem uma deficiência, torna-se dependente do outro, porque, infelizmente, a acessibilidade ainda não chegou a todos os lugares.

Exemplificando: restaurantes, bares, supermercados e ônibus são lugares ditos com acessibilidade, mas para uma pessoa com baixa visão ou cega, tais espaços não fornecem autonomia ou total independência. Como ler um cardápio sem ampliação ou braile? Ou preços do supermercado minúsculos? Ou até mesmo ônibus com letras brilhantes que em nada auxiliam?

Além disso, ambientes virtuais, como alguns jogos e sites, também não proporcionam independência para uma pessoa deficiente. Assim, visando a implementação dos direitos de acesso para todos, foi criado o Dia Mundial da Conscientização sobre a Acessibilidade, que é celebrado toda terceira quinta-feira do mês de maio.

Segundo a Retina Brasil:

A data surgiu na Califórnia, em 2012, a partir da reflexão do desenvolvedor Joe Devon sobre a falta de acessibilidade no mundo digital. Por ter surgido nos Estados Unidos, o nome original do dia é Global Accessibility Awareness Day (GAAD) e no ano de 2020 os organizadores da data analisaram a acessibilidade de um milhão de sites. Os resultados mostram que 98% dos sites têm pelo menos uma falha em acessibilidade, o que impõe sérias barreiras aos usuários. Oferecer acessibilidade é o caminho que permite às pessoas com deficiência sua interação com o mundo com menos desigualdade e mais inclusão.

A área de Tecnologia é uma área com alta demanda de profissionais, porém nem todas as empresas estão capacitadas a receber profissionais PCDs. Além disso, ainda há uma barreira impedindo pessoas com deficiência de concluírem cursos técnicos ou graduação – a maioria é estimulada à aposentadoria compulsória ou não possui os recursos necessários para finalizar os estudos.

Em um processo para inclusão social, as empresas destinam quantidades específicas de vagas para PCD. No entanto, para que haja inclusão de fato, é necessário adaptar o ambiente para estas pessoas: visuais (monitores maiores, teclados com letras maiores, ferramentas e programas de leitura de texto, braile e etc.), auditivos (treinamento de libras) e de mobilidade (barras, corredores amplos e sem obstáculos, mesas adaptativas), dentre outros. Estes custos de adaptação precisam estar previstos e devem ser tratados como prioridade.

Na GFT, nossa equipe de Talent Acquisition segue os princípios da gestão humanizada e realiza uma escuta inicial da pessoa colaboradora, além de captura de feedbacks periodicamente, visando melhorar o ambiente de trabalho e dando ferramentas para otimizar a execução de tarefas. Existe também um grupo que promove a acessibilidade, inclusão e adaptação destas pessoas, chamado de Pilar PCD, que faz parte do Integra – o comitê voluntário de diversidade e inclusão da companhia, que possui mais 4 pilares: gênero, raça, LGBTQIA+ e geracional.

Um colaborador relata:

“Fui muito bem acolhido e integrado, isso me mostrou que posso executar a profissão que escolhi de maneira eficiente e com igualdade com outros profissionais da mesma área. Foram cedidas as ferramentas necessárias para execução dos processos, com esse olhar atento para minimizar os esforços extras.”

O Pilar PCD do INTEGRA promove vários eventos, palestras e encontros que demonstram que as pessoas com deficiência têm seu lugar na empresa e não são discriminadas perante as outras. Existem profissionais PCD de renome na grade de colaboradores e aqueles que querem se especializar têm o mesmo acesso à promoção e incentivos, trazendo a sensação de “aqui você pode voar mesmo tendo uma asa menor que a outra”, nas palavras de outro colaborador que faz parte do grupo.

Ademais, para vislumbrar um mundo em que as deficiências não sejam um empecilho para o desenvolvimento integral de cidadãs e cidadãos, devemos planejar e executar ações para garantir o bem-estar de todos, como, por exemplo, desenvolver aplicativos acessíveis que possibilitam a inclusão e escolher ferramentas que tornem o trabalho presencial ou remoto mais factível.

Partindo do princípio que todos somos diferentes, é necessário colocar todos em grau de equidade, isto é, dar as ferramentas necessárias para que todos consigam produzir o seu melhor. Entender a necessidade de funcionários, clientes, colaboradores e todas as pessoas envolvidas é a melhor iniciativa para tornar o ambiente de trabalho mais diverso e inclusivo. As pessoas demonstram o que necessitam, basta exercitar a empatia.

Referências

Dia Mundial da Conscientização sobre a Acessibilidade. Retina Brasil, 2021. Disponível em: https://aapbb.org.br/dia-mundial-da-conscientizacao-sobre-a-acessibilidade. Acesso em: 18 de maio de 2022.

Post a Comment

* indicates required

O tratamento de dados é feito pela GFT Technologies SE. O comentário ficará visível para todos os usuários e os dados relacionados a ele serão processados com base no seu consentimento expresso ao deixar o comentário. Você tem o direito de retirar seu consentimento a qualquer momento. Para mais informações, veja nossa Política de Privacidade.

Comment Area

  1. Hugo Barros19/05/2022

    Mesmo não sendo um PCD vejo que muitos lugares ainda precisam se adaptar para atender esse público.
    Parabéns pelo conteúdo!

  2. É isso aí Visão, acessibilidade é um item essencial para o nosso trabalho de QA hoje. Cada vez mais o mundo depende de soluções digitais, o que pede cada vez mais inclusão. O tema vem tomando cada vez mais importância e você é parte disso meu amigo, em informar e contribuir para que outras pessoas entendam mais sobre o mundo da acessibilidade. Belo conteúdo!

  3. Parabéns Vinicius Martins pelo artigo, muito esclarecedor e que outras empresas possam ter essa visão melhorada e acessível para todos e principalmente para profissionais PCD´s.

  4. Valter Teodoro02/06/2022

    Parabéns Visão, Belo conteúdo!!! esperamos que todos possamos abri as portas para isso ser real em todos os lugares. E ver que isso é para todos!! E ter essa acessibilidade para facilitar e ter acesso a tudo e a todos.
    Parabéns!!!! meu nobre

  5. Parabéns Vinicius por trazer esse artigo de uma forma muito esclarecedora! Que tenhamos mais conteúdos assim, mas principalmente, muito mais ações que possam trazer mais acessibilidade e oportunidades!