Blockchain/DLT e Logística

A logística é usada todos os dias para rastrear, planejar e entregar mercadorias físicas em todo o mundo. Melhorias nos processos de negócios, implementação de estratégias de tecnologia e regulamentações governamentais são os três principais desafios para melhorar a logística, o rastreamento e a transparência.

Com sistemas independentes, as informações tendem a ser centralizadas e divididas em sistemas menores. Por exemplo, o rastreamento de uma remessa entre dois países passará por muitas empresas com sistemas operados de forma independente, tendo que manter a atualização de localização e processos constantemente de um sistema para outro, na maioria das vezes executada manualmente por pessoas. Isso causa um aumento nos custos operacionais e desafia a integridade dos dados, erros humanos ocorrem e pode causar danos caros se as informações forem inseridas incorretamente, como datas de entrega e identificações de remessa.

Melhorar o processo não é suficiente, a tecnologia implementada corretamente pode diminuir os custos de onboarding, melhorar a transparência e integridade dos dados e reduzir erros de logística. Também pode ajudar a tornar o processo mais eficiente, com a análise de dados em tempo real. A regulamentação governamental e a conformidade podem ser seguidas de forma mais completa para evitar erros. Também é caro quando as remessas passam por diferentes países para chegar ao destino, pois existem diferentes leis e regulamentos a serem seguidos. O processo para cada um varia e a transparência nem sempre é clara no que diz respeito a tributos e processamento regionais.

 

Blockchain/DLT

DLT é um tipo de banco de dados distribuído e descentralizado. É protegido por criptografia moderna. Ele funciona em ambos os aspectos da computação, processamento e armazenamento de dados. Blockchain é um tipo de DLT.  Ele armazena dados em blocos, que são protegidos por meio de hashes criptográficos. Os 4 aspectos do Blockchain são: transparência, privacidade, integridade e segurança.

 

A saber:

  • Transparência –

    a visibilidade dos dados é controlada por criptografia. Todas as transações são visíveis para os participantes da rede até um certo ponto.

  • Privacidade –

    os dados reais podem ser abertamente visíveis na cadeia, mas você também pode obscurecê-los com criptografia, proporcionando privacidade. O hash dos dados e o armazenamento do hash em algum ponto no tempo fornecem prova de que os dados foram realmente produzidos e existentes naquele período de tempo.

  • Integridade –

    Gerando um hash dos dados e incluindo-os em um bloco com carimbo de data/hora, você fornece evidências de que os dados foram realmente produzidos naquele momento, fornecendo integridade de dados.

  • Segurança –

    a criptografia fornece o ambiente seguro para a transparência, privacidade e integridade dos dados. Apenas a assinatura do proprietário original dos ativos no blockchain permite que ele manipule esses dados.

 

Blockchain aplicado em Logística

Nesta seção, vamos explorar onde o Blockchain pode ser aplicado à logística para resolver os desafios descritos acima.

O Blockchain fornece uma fonte única de verdade sobre a integridade dos dados usando a criptografia moderna. Isso permite a verificação das assinaturas e o rastreamento dos participantes envolvidos na cadeia de logística. Por exemplo, você pode verificar se o entregador é realmente quem ele alega usando sua assinatura digital, evitando roubo de cargas e entregas erradas. Vai gravar no Blockchain que recolheu a entrega, acrescentando um “checkpoint” na rede, onde ficará transparente para as partes envolvidas. Depois que o item é entregue, é possível rastrear toda a sua trajetória. Com o rastreamento IoT, você pode alimentar a rede com uma localização GPS constante, permitindo um mecanismo de rastreamento ainda mais preciso.

Um desafio que a logística enfrenta é o processamento de negócios. Com contratos inteligentes na cadeia, as regras, assinaturas e acesso aos dados podem ser controlados sem interferência humana. Por exemplo, um contrato inteligente pode ser programado para marcar uma remessa como “entregue” quando recebe coordenadas de GPS de um dispositivo de rastreamento IoT que chegou ao seu destino. Isso elimina o processo de entrada manual. Também seria possível emitir alertas se ele sair do curso, estourar um pneu, se o caminhão parar em áreas inseguras e até fornecer uma câmera ao vivo.

Toda a lógica de negócios e processamento podem ser automatizados com contratos inteligentes. Dessa forma, proporciona aos participantes transparência sobre o que esperar nos custos de processamento e transporte, facilitando a análise e o planejamento da logística. Com a transparência de rastreamento, os dados reais podem ser analisados ​​para melhorias de caminho que podem incluir zonas perigosas em termos de clima e roubo.

Uma grande preocupação quando se fala em implementação e adoção de novas tecnologias é o custo. Como o Blockchain é novo, não há muitos frameworks de produção que funcionem fora da caixa e há uma escassez de desenvolvedores para essa nova tecnologia. Isso leva a algum planejamento e desenvolvimento de software de alto custo. É importante analisar o retorno do investimento na implementação de uma nova arquitetura de software e sistema ao longo prazo. A automatização de processos reduzirá o trabalho manual e, consequentemente, os custos operacionais. Embora Blockchain seja um conceito novo, existem algumas estruturas avançadas, de código aberto e gratuitas que podem reduzir os custos de desenvolvimento como hyperledger e corda.

Um fator importante que é examinado quando falamos sobre a construção de uma rede Blockchain é a facilidade de adicionar e remover participantes, gerenciar o acesso aos dados e a privacidade por se tratar de uma única rede. Uma rede Blockchain é um sistema distribuído, operando em um protocolo único e os participantes sincronizam cada mudança de rede automaticamente. Isso reduz atualizações locais, custos operacionais de manutenção de sistemas independentes e também elimina fatores de risco, como ataques cibernéticos e atividades relacionadas a fraudes.

Outro desafio que o setor de logística tem é a legislação governamental e compliance. Como as remessas podem passar por vários países para chegar ao seu destino, é necessário seguir as leis e a conformidade locais, dificultando o acompanhamento dos impostos a pagar e das regras a seguir. Com os contratos inteligentes, é possível automatizar a conformidade que as remessas precisarão seguir ao passar pelos diferentes locais. Isso também facilita a atualização do processo, uma vez que todos que passarão por um determinado local usarão o mesmo contrato inteligente para seguir as regulamentações locais. Também proporciona o cálculo com mais precisão nos custos e tempo, facilitando a criação de roteiros que melhor se adaptem às necessidades daquela carga e destino.

A Figura 1 demonstra como a cadeia logística pode se beneficiar de uma rede blockchain. Da matéria-prima ao produto acabado que chega ao seu destino, cada etapa sendo registrada no blockchain, a integridade dos dados é garantida. A reputação é um fator importante que motivaria cada participante a não aprovar ou tentar fraudar a rede porque sua assinatura estaria enraizada e verificada na rede.

Por exemplo, digamos que um cliente recebeu um produto e parte desse produto estava com defeito. Ao voltar e rastrear de onde a matéria-prima foi coletada, é possível apontar quem foi o participante responsável pela aprovação dos materiais de baixa qualidade. Isso também coloca em risco a reputação dos produtos de qualidade do fornecedor, de modo que o controle de qualidade aumentaria.

Considerações Finais

Algumas considerações que podemos concluir são que a logística pode se beneficiar de várias maneiras usando uma plataforma de blockchain. Com baixos custos operacionais, integridade de dados e contratos inteligentes, cada etapa da cadeia tem potencial para se beneficiar. As fábricas podem recusar matérias-primas de regiões que são conhecidas por produzir materiais de baixa qualidade. Os armazéns podem criar melhores condições de armazenamento de produtos originários de certas regiões. O transporte pode criar rotas melhores para produtos que exigem viagens mais longas ou estão sujeitos às condições climáticas. Os clientes podem rastrear o histórico de seus produtos e ter credibilidade de que estão recebendo um produto de qualidade pelo qual pagaram.

Referências

Top 8 Logistics Challenges Facing the Industry – DDC FPO – Inbound Logistics

Post a Comment

* indicates required

O tratamento de dados é feito pela GFT Technologies SE. O comentário ficará visível para todos os usuários e os dados relacionados a ele serão processados com base no seu consentimento expresso ao deixar o comentário. Você tem o direito de retirar seu consentimento a qualquer momento. Para mais informações, veja nossa Política de Privacidade.