4 benefícios da hiperautomação para o mercado financeiro

A crescente demanda por processos automatizados exige uma constante evolução tecnológica e cultural nas empresas. No setor financeiro não é diferente: atualmente, vemos uma grande diferença dos novos bancos – com destaque para as Fintechs, que já nasceram utilizando os conceitos e tecnologias de hiperautomação – em relação aos bancos tradicionais, que ainda são muito dependentes de atividades não automatizadas em backoffice.

Essa diferença ocasiona uma procura elevada dos bancos tradicionais por tecnologias de automação, com objetivo de promover aumento da competitividade. A hiperautomação representa uma tendência forte no mercado, pois envolve a utilização da inteligência artificial em conjunto com as soluções de automação já estabelecidas. Entre os seus principais benefícios para as instituições financeiras, destaco os seguintes:

Minimização de erros

Os processos manuais são custosos não apenas em tempo, mas também em riscos de erro e retrabalho. Com a hiperautomação, observamos uma redução desses fatores atrelada ao aperfeiçoamento dos processos, possibilitando a identificação rápida de gargalos e definição das melhores rotas para solucioná-los. Isto auxilia na tomada de decisão, reduz os erros, melhora a performance e, consequentemente, aumenta a satisfação do cliente final.

Redução de custos

Ao minimizar os erros e otimizar os processos, temos uma redução significativa nos gastos. Isso porque o retrabalho é eliminado e o colaborador passa a atuar em atividades de maior valor intelectual. Há um aumento na eficiência operacional, as respostas aos clientes se tornam mais rápidas, o que gera uma redução na sua rotatividade e nos prejuízos. A aplicação de Inteligência Artificial nas soluções de automação tradicional permite insights nunca vistos antes com base nas atividades do dia a dia.

Controle do processo

Empresas têm processos complexos, muitas vezes não formalizados ou não integrados de ponta a ponta. Com a hiperautomação este cenário muda, pois por meio da utilização de Inteligência Artificial e tecnologias de Mineração de Processos atreladas às soluções de automação tradicional é possível atingir uma governança preditiva dos processos na organização.

Escalabilidade

O aumento da eficiência operacional permite que mais demandas de trabalho sejam facilmente absorvidas pela máquina. Isto porque grande parte das atividades podem ser guiadas sozinhas por meio do uso de Inteligência Artificial aplicada às soluções de automação tradicional. Um benefício observado é o aumento da produtividade sem ocasionar em aumento dos custos de manutenção operacional.

Com a hiperautomação as possibilidades são diversas, e não é à toa que ela foi listada em relatório recente da Gartner como uma das principais tendências tecnológicas estratégicas para 2021. Estamos falando de uma estratégia tecnológica inevitável para o mercado financeiro baseada em automação de processos com uso de Inteligência Artificial que potencializa as capacidades dos colaboradores por meio da implantação do conceito de “colaborador virtual” na organização. Com os processos mais ágeis, as possibilidades de novos negócios se multiplicam e, assim as instituições podem sobreviver e prosperar em um mercado cada vez mais competitivo.

Post a Comment

* indicates required