O que é Design de Produto e o que faz um Product Designer

Provavelmente você já ouviu falar sobre Design de Produto e o profissional Product Designer. Mas o que ele faz? Quais são as habilidades necessárias? E quais os benefícios em nos preocuparmos com o Product Design? Aqui neste artigo, vou passar por cada uma destas perguntas.

Vamos começar…

O que é Product Design ou Design de Produto?

Este termo não é novo, começou nos tempos de Bauhaus. Para quem não sabe, Bauhaus era uma escola de arte e inovação vanguardista na Alemanha, foi uma das maiores e mais importantes influenciadoras do que é chamado Modernismo no design, na arquitetura e nas indústrias, sendo a primeira escola de design do mundo. Nela foram desenvolvidos métodos e estudos para criar e evoluir produtos com o foco na sua produção e no seu usuário final.

Hoje o termo ganhou força, inclusive no caso de produtos digitais. Só que aqui, o termo é utilizado apenas em inglês para não gerar confusão. Denominou-se, por convenção, utilizar o termo Product Design quando se trata também de produtos digitais.

Product Design é tudo aquilo que é relacionado ao produto. É onde nos preocupamos não somente com a criação do produto e as suas telas, mas também com o modelo de negócio, tecnologias aplicadas, seu lançamento, suas métricas, seu ciclo de vida, retenção de clientes, evolução e dos seus consumidores.

Hoje, passamos pela era do usuário final. Se entendermos e atendermos, ele levará lucro a sua empresa.

Para um produto de sucesso, a sua jornada deve estar bem alinhada com a perspectiva do usuário e do produto e também com as fases do seu ciclo de vida:

 

Este é o ciclo de vida de uso do produto!

O Product Design é uma roda, um ciclo que nunca cessa. Evitando o declínio, sempre solucionando, inovando, propondo, entendendo e atendendo a perspectiva do usuário e do produto.
O que faz este profissional?

O Product Designer é aquele que desenvolve a criação de um produto (físico ou digital) participando de todo o seu processo. Ele tem como função criar ou evoluir um produto ou até mesmo resolver um problema, utilizando metodologias, abordagens e técnicas. Está na construção desde o início da sua concepção.

Os passos utilizados são muito semelhantes aos usados em dinâmicas de Design Thinking (Entendimento, Definição, Ideação, Prototipação e Teste) e Design Sprint, Research e Customer Experience.

O Product Designer não necessariamente trabalha com pixels, diretamente com softwares gráficos. Ele é uma espécie de gestor das etapas fundamentais na criação de um produto. Basicamente, trabalha de forma mais generalista, atento às etapas da criação, evolução, permanência de um produto, enfim, de todo o seu ciclo de vida. Para o final do processo ser um sucesso, é vital que todas as etapas sejam executadas de forma excelente.

Já vi utilizarem este exemplo e gosto muito dele: imagine o Product Designer sendo um maestro de uma orquestra. Ele não irá tocar os instrumentos, mas sabe como cada um funciona e direciona para onde cada um deles devem ir, como devem soar.

Para isso, ele utiliza técnicas do processo de design para ter:

  • Levantamento do problema;
  • Busca pela solução;
  • Como o entregará para o usuário;
  • O lançamento;
  • Acompanhamento;
  • Evolução.

Óbvio que em muitos casos, principalmente em projetos menores, um Product Designer pode fazer quase todo o processo, desde a ideação até a parte prática (a mão na massa). Porém, dificilmente, principalmente em projetos digitais, ele estará sozinho. Pois estará dentro de uma equipe, igualmente, multidisciplinar que ajudará em todo o processo de concepção do projeto.

Um profissional especializado nessa área deve ter uma visão holística de todo o processo de criação, desde a parte de produzir até questões como custos de manutenção, operação, industrialização, desenvolvimento e entrega. Ele também precisa saber ouvir e colher os feedbacks que os usuários podem dar sobre o produto.

Importante ressaltar que grande parte dos produtos deste ramo do design, atualmente, é digital. Dessa forma, há uma diferenciação entre o design de produtos e as demais áreas como o UX e o UI Designer. A diferença está exatamente em acompanhar todo o processo do projeto, do início ao fim, o produto final em si e a sua evolução, já que ambas as áreas possuem habilidades parecidas.

As habilidades e competências que um Product designer deve ter rodeiam estas a seguir:

  • Pesquisa com usuários;
  • Análise de dados;
  • Visão holística sobre um projeto de design;
  • Visão macro sobre fatores internos e externos;
  • Conhecimentos gerais em design e processo de design;
  • Alinhamento e estratégia de negócios;
  • Design de serviço;
  • IA ( Arquitetura da Informação);
  • UI Design (Design de Interface);
  • IxD Design (Design de Interação);
  • UX, ou seja, entendimento do público, sabendo o que usuário necessita e deseja;
  • Design visual;
  • Liderança;
  • Gestão de processos;
  • Desenvolvimentos de negócios;
  • Conhecimento genérico de tecnologias e suas possibilidades;
  • Inovação e criatividade.

Vale destacar que este profissional não precisa ser perito em todas as habilidades e competências, mas deve conhecer e saber como aplicá-las. É preciso também entender de outras áreas e assuntos (atualmente no meu caso, tecnologias emergentes e digital business).

É vital que tenha alta habilidade de interação, este soft skill será muito explorado no seu dia a dia. Um Product Designer é um profissional multidisciplinar e não tem como escapar.

Quais são os impactos que o Product Design pode trazer para o Business?

Para termos uma dimensão, a Invision promoveu uma pesquisa para mensurar os efeitos do Product Design no Business em que entrevistou mais de 2.000 profissionais. Os principais impactos em adotar este profissional são:

  • Em relação à percepção de aumento da qualidade dos produtosé quase unânime entre os entrevistados, junto com a satisfação dos clientes. Outro aspecto importante evidenciado é a melhoria na receita e na redução dos custos.

Gráfico abstraído da pesquisa da Invision

  • Houve o relato também que quase 75% das empresas relacionadas à pesquisa comentaram que tiveram aumento na satisfação dos clientes por meio do Design e usabilidade.

 

  • As empresas pesquisadas também confirmaram que é grande a importância e o impacto positivo gerado pelo Product Designer para reformular e desenvolver novos produtos ao invés de atuar em features específicas.

Gráfico abstraído da pesquisa da Invision

A promoção do mindset de inovação, conforme cultura e o processo de trabalho do Product Designer, vai sendo disseminada pela empresa através das suas práticas e dinâmicas. Assim, provoca o que chamo de “hub cultural de inovação”. Quando colocamos o usuário no foco, conseguimos entender as suas necessidades, e assim, o fidelizamos como consumidor dos nossos produtos.

Não é por menos que a importância deste profissional está crescendo. Startups e empresas com DNA de inovação estão ganhando cada vez mais espaço. Se quisermos seguir estes passos, devemos utilizar estrategicamente o Product Design como uma das áreas de negócio.

Fontes e artigos interessantes:

https://www.invisionapp.com/design-defined/product-design/

https://www.designbetter.co/principles-of-product-design

https://www.invisionapp.com/talks/navigating-2021-top-trends-in-product-design/

Post a Comment

* indicates required