Como o Open Banking funciona na prática?

Desde o início da primeira fase, a GFT vem atuando ativamente no projeto de Open Banking do Brasil. O assunto não se trata de uma novidade visto que já existiam outras iniciativas relacionadas em países da Europa. Inclusive, o conceito de Open APIs faz parte do Helix da GFT, sendo parte do nosso DNA construir soluções que agreguem de forma colaborativa aos negócios digitais. 

Recentemente tivemos a oportunidade de atuar diretamente no Open Banking do Brasil e através deste artigo irei explicar mais detalhes práticos e técnicos da iniciativa.

Introdução

No último ano, o mercado de sistemas de pagamentos do Brasil foi revolucionado com o PIX, e a partir deste ano inicia-se a próxima inovação no mercado financeiro do país com o Open Banking. Mas afinal, o que é o Open Banking? Como ele funciona na prática? Resumidamente, ele traz a possibilidade de acesso às informações de produtos e serviços que as instituições financeiras oferecem, acrescido ao compartilhamento de informações de clientes (mediante consentimento) entre instituições, tudo isso de forma padronizada e segura através de APIs REST.

Requisitos

Para acompanhar a parte prática deste artigo, vamos precisar das seguintes ferramentas:

Experimentando o Open Banking

A implementação dessas APIs REST está prevista para acontecer em 4 fases ainda no ano de 2021, sendo que a primeira fase entrou em vigor no dia primeiro de fevereiro. Nela foram definidas APIs com informações de produtos e serviços que as instituições financeiras oferecem a seus clientes e informações sobre canais de atendimento ao cliente. Com isso, já temos a oportunidade de desenvolvimento de soluções que sirvam como comparadores de serviços e tarifas, com a finalidade de apresentar aos clientes um melhor custo-benefício.

Nessa primeira fase ainda não existe um ambiente de desenvolvimento/teste para que desenvolvedores possam experimentar as APIs e produzir novas soluções como essa citada anteriormente, porém existe uma maneira fácil de testar essas APIs em sua máquina local, basta seguir o seguinte passo a passo:

  • Após instalar os requisitos citados neste arquivo, execute o seguinte comando:

docker run -p 7004:7004 openbankingbrasil/channels-api:v1.0.0-rc5.3

  • Se tudo der certo, você já conseguirá executar a seguinte chamada via Postman:

http://localhost:7004/open-banking/channels/v1/baking-agents

 

Mais detalhes sobre como executar esse processo, além de maneiras mais fáceis de subir todas as APIs, podem ser consultadas no link de referência [Repositório do Open Banking Mock API].

Além de experimentar as APIs do Open Banking nacional, é possível consultar a lista de instituições participantes através da seguinte chamada via Postman:

https://data.directory.openbankingbrasil.org.br/participants

Mais detalhes de como representar as informações de retorno desta chamada podem ser obtidas através do link de referência [Documento de acesso aos dados dos participantes]

Próximas fases

Na segunda fase – atualmente em discussão -, que está prevista para acontecer em 15 de julho, estarão disponíveis APIs de compartilhamento de informações entre instituições financeiras. Esse compartilhamento segue todas as regras previstas na Lei Geral de Proteção de Dados, a LGPD, e acontecerá somente mediante consentimento do cliente. 

Com isso, teremos, por exemplo, a possibilidade de transferir as nossas informações de um banco para outro, sem burocracia. Além disso, essa nova fase abre a oportunidade de desenvolvimento de aplicações para aconselhamento financeiro, ofertas de produtos e serviços personalizados, além de incentivar a competitividade entre as instituições, algo que beneficiará todos os clientes.

A terceira e quarta fase, previstas para acontecerem em agosto e dezembro, respectivamente, definem as informações de iniciação de transações de pagamento, proposta de operação de crédito, além de dados sobre outros serviços, o que abrange uma gama de novas possibilidades e soluções. 

Imagine ter um único aplicativo para gerenciar todas as suas informações financeiras e ainda receber indicações de serviços melhores por um menor preço? Ou ainda, ser avisado que você está pagando por um serviço que não utiliza ou é gratuito em outra instituição? Enfim, as possibilidades são gigantescas, e o consumidor é quem se beneficia!

Referências

[Repositório do Open Banking Mock API]

https://github.com/OpenBanking-Brasil/mock-api

[Repositório das especificações do Open Banking]

https://github.com/OpenBanking-Brasil/areadesenvolvedor

[Site das especificações do Open Banking]

https://openbanking-brasil.github.io/areadesenvolvedor 

[Docker Hub do Open Banking]

https://hub.docker.com/r/openbankingbrasil

[Site do Open Banking]

https://openbankingbrasil.org.br/

[API de lista de participantes]

https://data.directory.openbankingbrasil.org.br/participants

[Documento de acesso aos dados dos participantes]

https://openbanking-brasil.github.io/areadesenvolvedor/documents/acesso_dados_participantes_V2.pdf

 

Post a Comment

* indicates required