NoSQL ao Resgate.


Uma das aplicações mais interessantes e potencialmente revolucionárias das tecnologias de Big Data em serviços financeiros talvez seja os repositórios de transação (schema-less trade repository). O melhor meio para entender esta solução é compreender o problema.

Nos bancos de investimento, a dispersão de dados e sistemas é um problema muito relevante. Devido à sua natureza, a organização bancária está alojada principalmente dentro de sistemas de TI e é estruturada de acordo com as linhas de negócios e classes de ativos. Assim,um agente da bolsa de valores trabalhará em um sistema, enquanto um operador de títulos trabalhará em outro. É claro que, na medida em que os dados correspondam aos ativos manipulados, faz sentido que os sistemas de operações e uma grande parte das funções de processamento, tanto imediatas como secundárias, sejam específicas para cada classe de ativo.

No entanto, ao avaliar as operações, fazer balanços, estimar os riscos e desenvolver a contabilidade essas operações precisam ser realizadas tendo em conta o banco como um todo, a fim de fornecer uma visão geral de suas atividades. Para fazer isso, é necessário unir os dados dos vários compartimentos como um todo. E esse é o problema.

Para esta tarefa, os bancos de investimento criaram processos ETL (Extract-Transform-load: extração, transformação e carregamento), que transferem dados de um sistema para o outro ao longo da arquitetura de TI, modificando ao mesmo tempo, sua estrutura e disposição, dependendo das necessidades do sistema de processamento. Com o tempo, os bancos por fim criaram uma rede de conexões entre os sistemas, cuja construção e manutenção são caros e ineficientes.

Captura-de-pantalla-2014-07-09-a-las-12.50.50

É aqui que NoSQL entra para o resgate. Os bancos de dados NoSQL permitem que dados de diferentes sistemas possam ser armazenados juntos, sem a necessidade de forçar a estrutura sob um único modelo universal. Arquitetura schema-less (ou schema-on-read) destas bases de dados elimina a necessidade de desenvolver e manter uma infinidade de sistemas de ETL.

Além disso, essa arquitetura sem esquema oferece à plataforma a flexibilidade para crescer e se adaptar ao longo do tempo, facilitando a incorporação de inovações mais rapidamente. Com a arquitetura anterior, era necessário modificar a base de ETL, o repositório central e os sistemas de processamento de dados sempre que uma mudança no formato dos dados de entrada ocorria. E se, além disso, o sistema de processamento precisasse que novos dados fossem incorporados (para a implementação de novos requisitos) para introduzir estes no fluxo de dados existentes, todos os sistemas precisariam ser modificados, resultando em custo de esforço e dinheiro.

Trabalhando a partir produtos como MarkLogic e HBase, desenvolvemos soluções para bancos de investimento que já começaram a revolucionar o negócio. Proporcionar flexibilidade e agilidade para melhorar as operações bancárias, simplificar a estrutura bancária e reduzir os custos de manutenção de rede de computadores, agora o NoSQL resolve situações-problema, utilizando dados de uma maneira nova e mais eficaz.

Este artigo foi publicado originalmente em www.finextra.com