Finalistas CODE_n13 – INFOSAN, a plataforma de monitoramento da Optimale


O concurso CODE_n de 2013,  criado pelo Grupo GFT, tem como foco a sustentabilidade e as energias renováveis e premia a startup que apresente o projeto verde mais inovador. Dentre os mais de 250 projetos de todo o mundo enviados para o concurso, duas empresas brasileiras se destacaram das demais pelos projetos inovadores e se classificaram entre as 50 melhores.

Optimale, com sua plataforma INFOSAN, é uma das 50 finalistas do concurso internacional CODE_n13, que acontecerá no dia 5 de março em Hanover (Alemanha). Durante 5 dias, a empresa terá seu próprio stand no pavilhão 16 da CeBIT para, além de apresentar sua plataforma em uma das maiores feiras de tecnologias do mundo, também tentar convencer o júri do concurso que seu projeto é o mais inovador entre os 50 finalistas.

Que ideias verdes viajarão para a Alemanha representando o Brasil? Esta semana apresentaremos as duas empresas brasileiras classificadas para a final do concurso e que estarão em Hanover, Alemanha, com o apoio da GFT Brasil.

Hoje apresentamos a Optimale, criadora da plataforma INFOSAN. Conversamos com Peter Cheung, fundador da empresa.

A Optimale é uma das 50 finalistas do concurso CODE_n13 com a plataforma INFOSAN. Você pode explicar em que consiste a plataforma?

Peter Cheung, fundador da Optimale

INFOSAN é uma plataforma, desenvolvida com tecnologia de computação em nuvem, para monitoramento e análise de dados ambientais e de energia em tempo real pela WEB. INFOSAN recebe dados em tempo real de sensores instalados em campo, que enviam as informações através de equipamento de telemetria próprio ou não; nesse último caso o hardware de telemetria (p.ex. Arduino) deve enviar dados seguindo a API do INFOSAN. Os dados recebidos são tratados e mostrados em tempo real através de um Dashboard, com possível customização feita pelo próprio usuário.

A plataforma INFOSAN possui módulos inteligentes de análise de dados (Previsão de Séries, Indicadores de Desempenho para Gestão Ambiental, Análise Multivariada). Todas as análises são efetuadas em nossos servidores. Caso o usuário deseje desenvolver suas próprias aplicações empresariais, INFOSAN oferece uma API para extração dos dados.

INFOSAN pretender ser a melhor Plataforma de Aplicativos em Nuvem para Gestão Ambiental e de Energia, permitindo que usuários e desenvolvedores empresariais usem ou gerem soluções, WEB e MOBILE, para:

                – construção de KPIs (Key Performance Index) de gestão ambiental;

                – engajamento social (campanhas de uso racional, metas de redução);

                – controle operacional em tempo real dos recursos naturais e de energia;

                – monitoramento de dados ambientais e de energia;

                – riscos de incidentes;

                – planos de contingência e segurança do trabalho;

                – tomada de decisão.

 

Como nasceu a Optimale?

A Optimale nasceu da experiência adquirida de seu fundador, Peter Cheung, nos laboratórios de pesquisa brasileiros (UFMS, EESC/USP, UFSC) e centros europeus de P&D (Cemagref Bordeaux) em que trabalhou, coordenou e/ou criou.  A palavra OPTIMALE vem da inspiração francesa do termo “Optimisation et Contrôle Optimale”

Equipe Optimale

Como surgiu o INFOSAN? A partir de que necessidades ou conceitos vocês criaram a plataforma?

No início, o INFOSAN foi concebido para ser uma ferramenta de monitoramento contínuo de dados hidráulicos (pressão e vazão) de sistemas de abastecimento de água. O nicho de mercado eram empresas de saneamento que não tinham condições de dispor de equipe de TI em seu quadro, mas que necessitavam de informações operacionais contínuas; necessárias para captação investimentos nas agências de fomento e geração de indicadores de desempenho. Durante 2 anos consecutivos (2009,2010), a plataforma INFOSAN foi validada em feiras do setor junto aos tomadores de decisão. Durante as prospecções, concluiu-se que o saneamento precisava de:

  • solução simples para monitoramento contínuo de dados de pressão e vazão;
  • solução que mostrasse os dados em tempo real em computador da empresa;
  • baixo custo de manutenção e operação;
  • solução simples de ser operada.

Qual é seu modelo de negócio?

Ele pode ser dividido da seguinte maneira:

B2B

Setor Público:

  • Venda de equipamento de medição em tempo real via Rádio ou GPRS;
  • Licença anual de uso do INFOSAN;
  • Serviço de integração de sistemas;
  • Serviço de engajamento social;
  • Seviço de geração de relatórios gerenciais.

Setor Privado:

  • Aluguel de equipamentos e remuneração pela informação (ex: Netvirtua, SKY, etc.);
  • Licença por equipamento de medição;
  • Serviço de integração de sistemas;
  • Serviço de engajamento social;
  • Serviço de geração de relatórios gerenciais.

B2C

  • Licença mensal de tráfego (hospedagem)

Como vocês conheceram o concurso CODE_n13 ? E quais são as expectativas ?

Tomamos conhecimento através da divulgação do concurso na internet nos canais de Startups.

Queremos fazer muito networking. Fizemos um esforço, recebemos também um apoio do Sebrae para levar parte de nossa equipe para feira. Estamos preparando um estande alegre, criativo e inovador. Planejamos para monitorar em tempo real algumas condições ambientais dentro da feira.

 

Quais as maiores dificuldades para uma startup no Brasil? E como você vê o mercado de soluções verdes/energias renováveis?

Uma das maiores dificuldades de Startups no Brasil é atrair fundos de investimentos não tradicionais que desejam apostar em negócios nascentes com alto risco. Outra dificuldade é o fomento de políticas públicas, municipais e estaduais, que incentivem a criação de “ecossistemas”, com base no tripé universidade/mercado/empreendedor, em conjunto com a isenção de impostos para desenvolvimento de negócios inovadores.

O mercado de soluções verdes, também chamado de Cleantech, terá um crescimento acelerado nos próximos. Primeiro, em virtude das leis relacionadas ao meio ambiente, aos crimes ambientais e ao saneamento (água, esgoto, drenagem e resíduos sólidos) que estão evoluindo e se aperfeiçoando rapidamente. Na sequência, as estruturas de governança do Estado, tais como agências de regulação, comitês de bacia, conselhos de meio ambiente, que estão sendo modernizados, aperfeiçoados e se tornaram mais rígidos. Terceiro, a relação das organizações com investidores do mercado financeiro, os quais tem cobrado organizações com boas práticas de gestão ambiental. Por fim, os desastres naturais, decorrentes do conflito produção de alimentos/água/urbanização, da fixação da população em áreas urbanas e do uso intensificado de recursos naturais e das mudanças climáticas.

 

A GFT deseja sorte e sucesso para o INFOSAN no concurso CODE_n13. Esperamos que a CeBIT proporcione uma grande experiência empresarial para a Optimale.

Caso você planeje visitar a CeBIT, não deixe de conhecer o INFOSAN e a equipe Optimale no stand D30_19 do pavilhão 16.