A inovação aberta como motor de ideias


A inovação tem sido anunciada como a saída mais viável em tempos economicamente difíceis como os atuais. No entanto, devemos ter em mente que a inovação não é garantia de sucesso contínuo e, acima de tudo, não deve ser uma solução pontual para uma situação específica. A inovação precisa fazer parte do DNA de uma empresa e ser um elemento essencial de qualquer projeto de desenvolvimento.

No mundo empresarial, a gestão da inovação é a chave para se diferenciar. Existem muitas maneiras de se gestionar a inovação em diferentes empresas. Nem todas as idéias inovadoras tem tem sucesso, mas, sem dúvida, o compromisso com uma gestão de constante inovação é a melhor garantia de sucesso e competitividade.

 

Antecipando o futuro

Neste post queremos contar a nossa experiência. Na GFT, a inovação é uma aposta estrutural. Nossa estratégia consiste em enfrentar novos desafios baseando-se na inovação como fonte de ideias para utilizar novas tecnologias no que virá a ser o banco do futuro, se nos concentrarmos no setor financeiro, que é a nossa área de conhecimento e experiência. Não buscamos apenas estar em dia em questões tecnológicas, mas antecipar o futuro através da criação de respostas às necessidades do setor financeiro. Por esta razão, temos integrado a inovação em nossa filosofia e metodologia por meio de dois motores básicos: um interno e outra externo.

O primeiro desses motores de inovação da GFT é pensado para trabalhar a partir de dentro da nossa organização. Para fazer isso, nós criamos a equipe Applied Technologies, um grupo multidisciplinar cujo objetivo é gerenciar, promover, facilitar e regular todas as iniciativas relacionadas com a inovação dentro da GFT. Além disso, é essencial a colaboração do resto da equipe, ou seja, fazer com que cada um dos 1.371 funcionários da GFT façam parte desse processo.

Neste sentido, se reforçam iniciativas como o GFT Innovation Contest, um concurso interno que recentemente premiou as três ideias mais criativas e inovadoras dos próprios funcionários. Selecionados entre cerca de 80 candidatos em temas relacionados com mobilidade, cloud computing e mídias sociais, os três ganhadores receberam um Ipad e tiveram seus projetos reconhecidos pela empresa.

O outro motor de inovação vai mais além da GFT. E não se baseia unicamente em ouvir clientes e fornecedores, mas também dar oportunidades à jovens empreendedores com novas ideais para seus negócios no ambiente digital. Este motor se tornou o concurso internacional CODE_n que a GFT levou para a feira tecnológica CeBIT, uma das maiores do mundo, que acontece a cada ano em Hannover (Alemanha). Após o sucesso da primeira edição do concurso em 2012, com mais de 400 candidaturas de projetos relacionadas a tendências de negócios digitais, este ano foi decidido criar a segunda edição, focada em projetos inovadores em temas relacionados a sustentabilidade e eficiência energética. Os 50 finalistas vão mostrar suas ideias na CeBIT 2013.

Assim, tanto interna como externamente, a GFT está incentivando o desenvolvimento de talentos inovadores e, para isso, vem promovendo todos os tipos de iniciativas e projetos. Para nós, a inovação é a única forma de avançar e estar preparados para aproveitar os desafios  futuros.