Windows 8 ou iOS. Que sistema operacional irá triunfar nos tablets?


Se analisarmos a curta e intensa história da tecnologia, podemos rapidamente chegar a conclusão que evolui a uma velocidade vertiginosa. Um exemplo perfeito disso pode ser observado nos dispositivos móveis, que em pouco tempo passaram das teclas ao touch-screen para guiar nossas ações. O usuário começou a viver uma nova experiência: intuitiva, prática e fácil.


Os dispositivos móveis, incluindo sistemas operacionais, marcas, etc., vêm se adaptando às mudanças e novidades implementadas pelo mercado. Se voltarmos à origem desta revolução tecnológica, encontramos um jovem Steve Jobs que, com a idéia de de conseguir 1% do mercado de telefonia global, iniciou sua particular aventura. Hoje, a empresa que criou já vendeu cerca de 200 milhões de iPhones graças, entre outras coisas, a simplicidade e a descoberta de um novo mundo: o toque. O sistema tátil redefiniu nosso modo de interagir com os celulares. Pouco depois apareceu o iPad, que representou um novo marco na história dos gadgets e um novo conceito de dispositivo: o tablet.

A concorrente Microsoft viu como crescia o novo gigante tecnológico e aprendeu a adaptar o seu software para os novos dispositivos. Foi estabelecido um novo tipo de interação entre o ser humano e o computador e a Microsoft não deseja perder oportunidades e seus anos de experiência tecnológica.

O terceiro gigante tecnológico em discórdia, o Google, foi rápido em posicionar-se, entrando com força no mercado mobile. Em pouco tempo, a empresa criou o sistema operacional Android e o integrou em um grande número de aparelhos devido a acordos com os diversos fabricantes de telefones celulares.

Atualmente, o usuário busca um sistema operacional (OS) que o permita conectar todos os seus dispositvos (PC, celular e tablet) e até agora a única empresa que permite isso é a Apple. Em breve, deixará de ser. O Windows tem desenvolvido novos produtos, como o Windows 8 e o Windows Phone, que dará mais opções aos usuários.

O que traz o Windows 8?

O novo OS da Microsoft busca uma versatilidade total para o usuário, junto a uma experiência rápida e intuitiva tanto no PC como nos tablets.

Ao contrário do iOS da Apple, o Windows aposta em um controle de toque limitado porém mais preciso nos tablets. Onde a Apple pede ao usuário usar até 4 dedos, o Windows 8, convencido que um processo como este pode confundir o usuário, propões gestos limitados a um ou dois dedos.

Outro ponto a ter em conta no novo produto da Microsoft é o multitasking, isto é, a possibilidade de trabalhar com pelo menos duas aplicações ao mesmo tempo. Assim, o usuário poderia ler e-mails, conversar com seus contatos e ver as notícias de seus canais favoritos na internet enquanto gestiona suas redes sociais, com tudo isso na mesma tela.

Windows 8 e seus aplicativos

Hoje não se vê um sistema operacional sem seus aplicativos mais relevantes, mas a mesma evolução dos aplicativos móveis levou à existência de interações entre elas. Assim, um aplicativo bancário pode estar vinculado a um um aplicativo da Bolsa de Valores ou à redes sociais como Twitter, Facebook, Instagram, etc.

A Microsoft reconhece isso e optou pela interação, facilitando o trabalho dos desenvolvedores de aplicativos e programadores, fornecendo um mecanismo para compartilhar dados entre aplicativos. O mecanismo, totalmente integrado ao Windows 8, pode ser acessado a partir da barra de inicialização.

Apple segue forte

Em termos de design, a empresa da maçã segue apostando alto em seu novos dispositivo, o “Novo iPad” (iPad 3), que apresentou uma tela que elevou o padrão que conhecemos em termos de qualidade de imagem. Com a tela Retina, o olho humano é incapaz de distinguir os pixels que até agora existiam nos tablets.

Enquanto a Apple alcançar estes padrões de qualidade criando seus próprios dispositivos, a Microsoft deve associar-se a outros fabricantes para criar seus produtos, um obstáculo determinante para  seus resultados.

Só o tempo dirá que sistemas e características que irão preferir os usuários  quando a comunidade de desenvolvedores tenha otimizado seus aplicativos para que funcionem em dispositivos diferentes.

É de se pensar que as empresas vão preferir tablets baseados no Windows pela sua integração, manutenção e segurança. Alguns estudos demonstram que os usuários prefeririam o sistema operacional Windows nos tablets já que conhecem como funciona a maioria de seus programas.